Porque monitorar a performance das minhas aplicações?

em Tendências.

O comportamento do usuário é decisivo para o sucesso das aplicações disponibilizadas pela sua empresa. Além disso, é preciso analisar o tempo de resposta da infraestrutura, desde os servidores até os apps mobile. E é justamente para isso que serve a New Relic.

Essa ferramenta de monitoramento é essencial para garantir o melhor resultado possível pela identificação de erros e problemas. Dessa forma, é possível realizar tarefas rotineiras com mais eficiência, evitar transtornos para a equipe e os usuários, e obter informações de desempenho para aprimorar o tráfego, as conversões e o sucesso das aplicações.

Devido à sua importância, neste post vamos explicar melhor por que monitorar a performance das aplicações e considerar essa solução como uma possibilidade de melhoria para o seu negócio. Então, vamos lá?

A importância de monitorar a performance das aplicações

O setor de TI tem uma atuação central e estratégica nas organizações. Mais que oferecer a infraestrutura e o suporte necessários para o bom funcionamento das aplicações, cabe a essa área garantir um processamento de qualidade e auxiliar a empresa a conquistar vantagem competitiva.

É justamente nesse aspecto que o monitoramento de aplicações se torna necessário. Com essa medida é possível obter estabilidade e oferecer um ambiente mais ágil para clientes internos e externos. Esses benefícios são assegurados pelo fornecimento de uma visão geral do funcionamento dos softwares corporativos.

Porém, é importante destacar que essas soluções avaliam o desempenho a partir da usabilidade ou da performance propriamente dita. Os resultados são quantitativos e qualitativos. Eles indicam o que precisa ser melhorado e quais metas estão sendo atingidas.

A New Relic

Nesse cenário, essa ferramenta surge como uma solução aos problemas organizacionais. Ela consiste em um instrumento de monitoramento em tempo real do volume total de recursos utilizados em um ou vários equipamentos. Além disso, pode ser adotada para aplicações mobile com os sistemas operacionais Android e iOS.

Ela pode ser comparada, portanto, a um painel de controle, já que um agente captura os dados de desempenho e os encaminha à solução. Por sua vez, é fornecida uma visão completa da aplicação analisada, com informações sobre:

  • memória;
  • CPU;
  • throughput;
  • tempo de resposta;
  • erros;
  • total de solicitações;
  • uso de banco de dados e mais.

Todos esses dados são apresentados por meio de gráficos em uma interface web, já que a solução é um Software as a Service (SaaS). Além disso, é possível configurar alertas e controlar diferentes formatos de aplicação, como Java, .NET, Ruby e PHP.

Assim, o papel dessa solução é eliminar as barreiras possivelmente existentes entre os setores de Operações e Desenvolvimento de TI. O trabalho passa a ser alinhado e convergente para os mesmos objetivos. Essa característica propicia:

  • obter dados em tempo real a partir de um painel de controle que fornece um ambiente de colaboração para a TI;
  • visualizar a performance de aplicativos antes e depois da publicação do código novo, com a respectiva identificação de defeitos;
  • conhecer o histórico de implementações para compreender os impactos de rendimento, satisfação do usuário e tempo de resposta.

O resultado desse procedimento é percebido pelo menor tempo de solução de problemas. Desse modo, cabe à TI desenvolver novos produtos e funcionalidades para que clientes e a própria empresa se mantenham satisfeitos.

6 motivos para usar a New Relic

O entendimento sobre a importância e as funcionalidades dessa solução evidencia seus benefícios. Porém, se mesmo assim você quer saber quais motivos justificam a adoção dessa ferramenta, confira a seguir os 6 principais.

1. Controle do tempo de carregamento de páginas e taxas de transferência

A busca pelo elemento que está causando lentidão pode ser bastante complexa. A solução SaaS de que estamos tratando faz uma análise minuciosa, apresentando todos os dados necessários para identificar o problema.

É importante destacar que esse controle se refere tanto ao servidor que hospeda a aplicação quanto aos navegadores utilizados pelos usuários para acessá-la. Os dados são apresentados pelo web transaction, que permite selecionar o tempo de resposta do browser ou do app.

Assim, é possível chegar a 3 indicadores:

  • média de tempo: exibe o contexto geral de performance, com picos no tempo de resposta e sua fonte;
  • histograma: apresenta o tempo médio de resposta com mais facilidade para identificar operações demoradas ou aceleradas;
  • percentuais: simplifica a visualização dos prazos de resposta.

2. Análise do banco de dados

A New Relic apresenta diversos detalhes de implantação, inclusive os impactos causados sobre o desempenho do banco de dados. Com isso, torna-se fácil visualizar o efeito sobre o rendimento e identificar a necessidade de um upgrade.

3. Análise de consultas lentas e solicitações na web

Essa é outra finalidade da solução, já que, desse modo, é possível identificar os problemas de maneira preventiva. Esse requisito é fundamental, porque qualquer lentidão ou inatividade gera prejuízos à qualidade dos serviços prestados e, consequentemente, à reputação da empresa.

A solução ainda oferece amostras lentas de SQL, além de capturar informações de diagnóstico e contexto necessárias para ajustar a performance da base de dados. Com isso, evolui-se rapidamente e o trabalho é mais proativo, a fim de evitar interrupções nas atividades.

Entre os itens avaliados na análise de dados estão:

  • tempo gasto em chamadas;
  • tempo de resposta e taxa de transferência;
  • análise de buscas de SQL.

4. Monitoramento do tempo de atividade

Um pinger externo é utilizado para identificar a chegada dos dados ao site. Assim, é possível avaliar a disponibilidade da aplicação, enviar alertas em caso de inatividade e gravar erros. Dessa forma, a falha é identificada e corrigida mais rapidamente.

5. Envio de alertas

A solução SaaS tem um sistema específico para emitir alertas sempre que o limite crítico definido for atingido. A vantagem é manter a equipe de TI no controle para solucionar os problemas de forma ágil.

A política de alertas ainda permite determinar limites para grupos de aplicativos que contenham necessidades similares. Além disso, é possível gerenciar esses canais e alavancar aqueles que estiverem integrados, como Campfire, Jira, PagerDuty e HipChat.

6. Coleta de erros de aplicativo

As taxas referentes a esse quesito são apresentadas a partir da determinação de um período de análise. As falhas críticas são evidenciadas para evitar que a aplicação fique ainda mais lenta e, em alguns casos, inativa.

Os erros são demonstrados no relatório de disponibilidade, que compara a produtividade e as falhas por minuto do período selecionado. A partir disso, consegue-se correlacionar o desempenho das aplicações.

Em resumo, o monitoramento de performance das aplicações é essencial por diferentes motivos. Essa atividade permite:

  • entender melhor o funcionamento dos softwares utilizados;
  • reduzir o tempo e os gastos com suporte;
  • estimular a proatividade da equipe de TI;
  • melhorar a visibilidade das possibilidades dos softwares;
  • administrar os recursos de forma eficiente;
  • assegurar a satisfação dos clientes internos e externos.

Nesse cenário, a New Relic contribui para o alcance dos benefícios, porque tem uma interface simples e amigável.

Quer saber mais sobre as soluções da Locaweb Corp? Acesse nosso site!