O novo CIO: conheça os desafios atuais

em Tendências.

A tecnologia sempre teve uma função importante para o crescimento das grandes empresas. No entanto, com o passar do tempo, as novas ferramentas de TI deixaram de ter um papel somente técnico e operacional e passaram a ser implementadas de modo estratégico nas organizações.

Essa evolução trouxe novos desafios para o gestor da área. Dentro desse cenário, como ele pode superar os obstáculos e se tornar um CIO de sucesso?

É sobre esse tema que vamos discutir neste artigo. Saiba o que se espera desse profissional e quais estratégias ele pode adotar para conquistar seu espaço.

O papel e as atribuições do CIO de sucesso

O CIO é capaz de elevar o desempenho do negócio e propor soluções que visem a melhoria da qualidade geral dos processos da empresa. Mas atingir esses objetivos não fácil, principalmente diante das novas características do mercado atual.

O mercado atual na visão de CIOs

A pesquisa CIO Survey 2018, realizada pela KPMG, destacou a visão de executivos na área de TI sobre o mercado atual. O documento ressalta que o papel do CIO evolui ao passo que as empresas são forçadas a se adequar ao ambiente digital para atender às novas necessidades de seu público.

Segundo a pesquisa, houve um aumento de 23% no número de entrevistados que têm dado prioridade à segurança cibernética. No entanto, apenas 20% sentem-se seguros contra-ataques na rede. Apesar disso, os investimentos na nuvem continuam a crescer substancialmente — 70% afirmam que suas empresas destinam recursos significativos a tecnologias baseadas em cloud.

Ainda segundo o levantamento, as três prioridades operacionais dos líderes digitais no momento são desenvolver produtos inovadores, garantir a estabilidade da TI e aprimorar a experiência do cliente. As iniciativas que ainda devem crescer bastante nos próximos anos são o aperfeiçoamento da cibersegurança, a gestão de risco operacional e compliance e o aprimoramento dos processos de negócio.

Essas prioridades e tendências levantam alguns desafios ao novo CIO, como veremos a seguir.

Os novos desafios estratégicos

Gestão de pessoas

Quando se fala em recurso humano, os desafios para o CIO são muitos. Afinal, a tecnologia não existe sem profissionais que possam criá-la, implementá-la e gerenciá-la. Nesse campo, o primeiro obstáculo é a dificuldade de encontrar pessoas prontas para lidar com tecnologias cada vez mais avançadas.

Além disso, quando são inseridas novas ferramentas ao negócio, muitas vezes há pouca aderência, pois a tecnologia modifica a cultura organizacional, e alguns colaboradores podem não estar preparados para isso.

Assim, entra um novo desafio para o CIO: trabalhar o fator humano entendendo a tecnologia como ferramenta e, ao mesmo tempo, reconhecendo que o grande vetor de transformação são as pessoas por trás desse trabalho. Por isso, é indispensável investir em talentos e promover a busca pela inovação e capacitação.

Muitas organizações fazem parcerias com instituições de ensino para o provimento e a formação de talentos com o grande potencial de trazer melhores resultados para o seu time de TI.

Nesse contexto, aumenta a preocupação dos CIOs em manter uma proximidade maior com sua equipe, a fim de dar reconhecimento e valor aos indivíduos que a compõem.

Novas tecnologias

Novas tecnologias surgem a todo momento. Diante disso, o CIO de sucesso precisa ser capaz de buscá-las e compreender como elas podem contribuir para o crescimento da empresa — ou até mesmo alterar o modelo de negócio.

Assim, não basta explorar novos recursos e tendências que aparecem. Também é necessário discernir a viabilidade estratégica de tais tecnologias e o impacto que podem trazer para o negócio.

Por isso, o CIO precisa ser um profissional que busca constante atualização, seja por meio de eventos do setor, cursos ou treinamentos. Além disso, é importante ouvir o que seus colaboradores falam sobre tendências e manter uma boa comunicação com os fornecedores. Essas não são ações pontuais, mas devem se tornar um hábito do gestor.

Adoção de uma visão mais analítica

Atualmente, quando se pensa nas competências e no papel do CIO nas grandes corporações, exige-se mais do que somente prover soluções para demandas tecnológicas. Esse profissional precisa ter uma visão mais apurada tanto do negócio quanto do mercado. Dessa forma, surge o desafio de aliar tecnologia e estratégia de negócio, o que exige do CIO uma visão analítica mais amadurecida.

O melhor caminho para desenvolver essa competência é conhecer a fundo o negócio e as diversas áreas que o compõem, para então propor ferramentas e aprimoramentos com base na tecnologia disponível.

Capacidade de inovação

A inovação deixou de ser um diferencial para ser praticamente obrigatória aos negócios que desejam se manter competitivos no mercado. Por isso, inovar não pode ser algo acidental, mas precisa fazer parte do planejamento corporativo do CIO. Sem falar que é necessário provocar uma cultura de inovação na companhia.

Isso significa que, propositalmente, esse profissional precisa motivar mudanças nos processos da empresa. Por exemplo, pode sugerir um aplicativo que altere o modo de interagir com o cliente ou um novo sistema que facilite a comunicação entre os setores e dê maior agilidade às operações. Essas são ações que demandam ousadia, visão de mercado e de negócios.

Sinergia com áreas parceiras

Como já dito, o setor de TI não é mais uma área apartada e independente das demais. Antes, é uma das atividades que mais precisa estar presente no dia a dia de toda a organização. Por isso, o novo CIO enfrenta o desafio de provocar essa sinergia constante entre sua equipe, seus ativos e os outros times da empresa.

Para alcançar esse clima, pode ser interessante promover encontros e eventos in loco para gerar um ambiente de conhecimento e reconhecimento entre a TI e as outras áreas. Dessa interação podem surgir muitos insights, tanto para a captação de demandas quanto para a inovação.

Segurança das informações

Como o próprio nome sugere, o Chief Information Officer lida primordialmente com informações. E, tratando-se de empresas, a preocupação com a segurança dos dados se potencializa. Ao mesmo tempo que o CIO precisa inovar, experimentar e propor novas soluções, ele deve se preocupar com o nível de proteção que essas informações recebem, quer no armazenamento em nuvem, quer no modelo de servidor local.

Além disso, novas tecnologias sempre trazem consigo a desconfiança em relação à segurança — e muito disso não é sem embasamento. Internet das Coisas, BYOD, cloud computing e outras tendências abrem inúmeras discussões relevantes às quais CIOs precisam estar sempre atentos.

O Chief Information Officer continuará sendo um personagem decisivo no crescimento das grandes organizações. E seus desafios também continuarão crescendo e se transformando a cada dia. O CIO de sucesso vai ser aquele que conseguir acompanhar essa evolução e entregar resultados concretos à sua empresa.

Gostou do post? Então curta nossa página no Facebook e mantenha-se atualizado sobre as novidades do setor de TI.