Entenda os diferentes tipos de redes de dados e suas utilidades

em Tendências.

Siglas como LAN e WLAN são conhecidas por vários técnicos de informática e gestores de redes. Mas, além das nomenclaturas utilizadas para definir os tipos de redes de dados locais, o mundo da tecnologia conta com uma série de termos para indicar a presença de infraestruturas mais amplas e com objetivos variados.

É sobre isso que vamos refletir ao longo do artigo de hoje. Continue lendo para entender os diferentes tipos de redes de dados, as principais características, além de suas vantagens e desvantagens. Assim, ficará mais fácil escolher a mais apropriada para as necessidades de conectividade da sua empresa!

9 tipos de redes de dados mais populares nas empresas

Vamos começar listando os 9 tipos de redes de dados mais comuns e utilizados em empresas de todos os segmentos de atuação ao redor do mundo:

  1. PAN — Rede de Área Pessoal;
  2. LAN — Rede Local;
  3. MAN — Rede Metropolitana;
  4. WMAN — Rede Metropolitana Sem Fio;
  5. WAN — Rede de Longa Distância;
  6. WLAN — Rede Local Sem Fio;
  7. IAN — Rede Local de Internet;
  8. WWAN — Rede de Longa Distância Sem Fio;
  9. SAN — Rede de Área de Armazenamento.

Suas principais características e utilidades

A seguir, confira os detalhes que você precisa saber sobre cada uma das redes mais utilizadas.

1. Principais características das redes de dados PAN

Sigla para Personal Area Network (algo que em português pode ser traduzido como Rede de Área Pessoal), as PANs são caracterizadas pelo uso restrito.

Em geral, elas são implementadas para a comunicação entre dispositivos (como computadores, telefones e teclados sem fio) ou para a ligação com um outro dispositivo, que vai direcionar o tráfego para uma conexão de maior capacidade (como um roteador).

Dizendo de uma maneira ainda mais simples, uma rede do tipo PAN é a interconexão de dispositivos de tecnologia da informação (TI) dentro do alcance de uma pessoa individual, usualmente em uma faixa de 10 metros.

As redes de dados PAN podem utilizar interfaces como:

  • IrDA;
  • cabo USB;
  • cabo FireWire;
  • cabo Thunderbolt;
  • Dongle USB (para conexão sem fio);
  • Z-Wave.

Normalmente, esse tipo de rede de área pessoal também pode ser interconectado à internet ou a outras redes sem a necessidade de fios.

2. Principais características das redes de dados LAN

As redes LAN (Local Area Network, ou Rede de Área Local, em tradução direta), são infraestruturas de pequeno porte utilizadas em empresas, universidades, escolas ou mesmo no ambiente doméstico para conectar dispositivos. Em geral, além do alcance reduzido, a LAN tem um custo menor de manutenção e instalação.

Esse tipo de topologia pode utilizar uma série de tecnologias para ser estruturada. Cabos de fibra óptica, por exemplo, podem ser adotados caso o empreendimento disponha de um ambiente com alto nível de interferências e trocas de dados em alta quantidade.

Ethernet e Wi-Fi são as duas formas mais populares de habilitar conexões LAN. Ethernet é uma especificação que permite que os computadores se comuniquem entre si. O Wi-Fi usa ondas de rádio para conectar computadores à LAN.

Outras tecnologias de LAN, incluindo Token Ring, Interface de Dados Distribuídos por Fibra e ARCNET, perderam a popularidade com o aumento das velocidades Ethernet e Wi-Fi.

Cabos Ethernet são acessíveis e fáceis de serem instalados, o que tornou a sua popularização mais ágil e econômica. Em algumas instalações, redes LAN acabam sendo conectadas entre si, dando flexibilidade operacional e ampliando a capacidade de pessoas trocarem informações em um ambiente de trabalho colaborativo.

Também é interessante observar que a ascensão da virtualização alimentou o desenvolvimento de LANs virtuais. Isso permite que os administradores de rede agrupem logicamente os nós da rede e particionem suas redes sem a necessidade de grandes mudanças de infraestrutura.

3. Principais características das redes de dados MAN

As redes MAN (Metropolitan Area Network, ou Rede de Área Metropolitana, em tradução livre) são redes de dados de alto alcance. Elas, como o próprio nome sugere, interligam os usuários em uma região maior do que a coberta por uma grande rede local (LAN), porém menor do que a área coberta por uma rede de área ampla (WAN).

O termo MAN é aplicado à interconexão de redes em uma rede maior (que também pode oferecer uma conexão eficiente com uma rede de longa distância). Também é usado para significar a interconexão de várias redes de área local, unindo-as com linhas de backbone.

Exemplos de redes de área metropolitana de vários tamanhos podem ser encontrados nas áreas metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Londres, Inglaterra etc. Grandes universidades também costumam usar o termo para descrever suas redes. E uma tendência recente é a instalação de MANs sem fio.

4. Principais características das redes WMAN

Uma rede do tipo WMAN (Wireless Metropolitan Area Network, ou Rede de Área Metropolitana Sem Fio, em tradução livre) é aquela destinada a fornecer um sinal em uma área do tamanho de uma região metropolitana — aproximadamente 50 quilômetros ou 31 milhas.

O que a diferencia da rede MAN, portanto, é o alcance, que é bem maior e mais abrangente. Normalmente, é utilizada para interligar os diversos escritórios de uma empresa ou campus de uma universidade, por exemplo, na extensão territorial específica.

Na prática, as WMANs são redes ponto a ponto ou multiponto com links individuais que não só podem cobrir distâncias de até 50 quilômetros, como também podem fornecer excelente conectividade em ambientes metropolitanos. Elas podem empregar equipamentos específicos do fornecedor e tecnologias associadas.

5. Principais características das redes de dados WAN

Termo utilizado para definir as Wide Area Networks (algo que em português pode ser traduzido como Redes de Longo Alcance), as WAN são infraestruturas que podem ser expandidas para grandes áreas, como cidades, Estados ou até mesmo países. Elas são o resultado da união de várias redes menores (como LANs, MANs ou WLANs) em uma única cadeia.

Em geral, esse tipo de rede de dados é utilizado por grandes empresas, universidades e órgãos governamentais para disponibilizar aos seus colaboradores uma rede privada de alta capacidade e personalizada de acordo com o seu perfil de uso. Como consequência, instituições podem funcionar de maneira integrada, contando com o apoio de uma infraestrutura robusta e de alta capacidade.

6. Principais características das redes de dados WLAN

As redes de dados WLAN (Wireless Local Area Network, ou Rede de Área Local Sem Fio, em tradução direta) também são conhecidas como redes LAN sem fio, pois apresentam uma abrangência limitada.

Elas se tornaram populares ao longo dos últimos anos com o crescimento da presença dos smartphones no dia a dia do usuário e com o maior uso de notebooks e dispositivos móveis, como tablets.

A grande maioria das redes WLAN modernas são baseadas no padrão IEEE 802.11, mantido pelo IEEE (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos), seja para comunicações no modo ad hoc ou modo infraestrutura. No primeiro caso, o dispositivo envia e recebe informações diretamente por meio de uma conexão peer-to-peer. Já no modo infraestrutura, os dados são trocados com o auxílio de um ponto de acesso que funcionará como uma ponte entre duas redes.

Uma rede WLAN pode adotar vários padrões de segurança, como WPA e WEP. Eles se diferenciam pela capacidade de se proteger contra ataques e pelos métodos de login.

Em relação às velocidades de transmissão e alcance, o padrão tem as mesmas características das redes mobile para celulares. Quanto maior a frequência, maior a velocidade de troca de informações e menor o alcance. Assim, redes que trabalham em frequências como 2.4 GHz são capazes de enviar facilmente pacotes de dados a pontos mais distantes e com um número grande de interferências.

7. Principais características das redes de dados IAN

As redes IAN (Internet Area Network, ou apenas Rede Local de Internet) são um novo conceito, que busca flexibilizar a comunicação entre dispositivos com o auxílio da internet e de data centers. Por meio delas, serviços de voz e conexões de dados são enviados para uma plataforma de cloud computing, que pode simular uma rede local (LAN) ou uma rede WAN.

Ela é vista por muitos especialistas como uma das principais tendências para o mercado corporativo para os próximos anos. Computadores, tablets, smartphones e outros dispositivos são conectados com a ajuda da internet e passam a enviar e receber pacotes de dados entre si com o auxílio da rede.

Esse modelo se diferencia, por exemplo, das redes LAN, que utilizam cabeamento para habilitar a troca de registros digitais entre máquinas geograficamente próximas. A infraestrutura de rede será virtualizada completamente. Como consequência, o negócio terá mais capacidade de reduzir custos, flexibilizar rotinas e manter os seus sistemas web com alto nível de disponibilidade.

8. Principais características das redes WWAN

As redes do tipo WWAN (Wireless Wide Area Network, ou Rede de Longa Distância Sem Fio, em português) fornecem cobertura para grandes áreas geográficas conectando diferentes regiões sem a necessidade de fios.

As WWANs são comercialmente chamadas de redes 3G, 4G ou 5G e, geralmente, são redes de dados compartilhadas publicamente, pertencentes a provedores de serviços com baixas taxas de dados (com base no uso).

Atualmente, as redes do tipo WWAN são usadas principalmente em smartphones e outros dispositivos portáteis oferecidos por provedores de serviços de telefonia celular.

No mundo corporativo, sobretudo nas grandes organizações, existem várias aplicações possíveis de WWANs. Uma delas é a conexão de backup no caso de uma interrupção de WAN. Ao usar uma WWAN para essa finalidade é possíveç economizar dinheiro, pois ela funciona como um backup sob demanda, que fatura por uso — e não como uma conexão sempre ativa, que cobra uma taxa invariável.

Uma WWAN também pode ser uma alternativa mais confiável aos circuitos ISDN ou DSL. Além disso, pode atuar como uma medida provisória durante a configuração de uma nova filial remota ou local temporário enquanto o acesso principal estiver sendo instalado, eliminando o tempo de espera.

9. Principais características das redes SAN

Uma rede do tipo SAN (Storage Area Network, ou Rede de Área de Armazenamento, em tradução direta) é uma rede ou sub-rede de alta velocidade que interconecta e apresenta pools compartilhados de dispositivos de armazenamento a vários servidores.

Ela move os recursos de armazenamento da rede de usuários comuns e os reorganiza em uma rede independente e de alto desempenho. Isso permite que cada servidor acesse o armazenamento compartilhado como se fosse uma unidade conectada diretamente a ele. Quando um host deseja acessar um dispositivo de armazenamento na SAN, ele envia uma solicitação de acesso baseada em bloco para o dispositivo de armazenamento.

Normalmente, uma rede de área de armazenamento é montada usando três componentes principais: cabeamento, adaptadores de barramento de host (HBAs) e comutadores conectados a matrizes de armazenamento e servidores.

Cada switch e sistema de armazenamento na SAN deve ser interconectado, e as conexões físicas devem suportar níveis de largura de banda que possam lidar adequadamente com as atividades de pico de dados. Os administradores de TI gerenciam as redes da área de armazenamento de forma central.

As redes, os data centers e a segurança digital — uma conclusão

Como você viu, existem diversos tipos de redes. Cada vez que a tecnologia e os recursos e serviços de conectividade avançam, novos tipos e subtipos são criados (ou conceituados). Por isso, é importante conhecê-los minimamente para entender suas funcionalidades e benefícios antes de implementá-los em uma empresa.

Um outro ponto interessante é que todos os tipos de redes de dados de grande alcance listados no nosso post não seriam tão poderosos se não fossem os grandes data centers desenvolvidos em todo o mundo. Tais pontos de armazenamento de dados e execução de soluções de TI têm ganhado um grande destaque no meio corporativo, permitindo que gestores definam estratégias personalizadas e inovem ainda mais.

No entanto, para atingir o nível elevado de performance e confiabilidade esperado, o investimento em segurança digital deve ser visto com uma prioridade. Portanto, é fundamental buscar conhecimento sobre segurança em data center para garantir a proteção dos dados da organização.

Quer saber mais sobre as soluções da Locaweb Corp? Acesse nosso site!