Como otimizar o ROI de TI? Confira 5 dicas práticas!

em Tendências.

Otimizar o ROI de TI é fundamental para qualquer empresa. Trata-se de trabalhar para que os investimentos feitos em tecnologia e as atualizações de infraestruturas sejam justificáveis. Mais do que isso: é necessário ter precisão na hora de implementar novos sistemas, ferramentas e práticas que dependam de recursos tecnológicos.

A TI precisa prestar contas quando o assunto é o ROI. É de responsabilidade do setor gerir bem os investimentos feitos e, nesse trabalho, também cabe à TI implementar bons processos e usar sistemas que se destaquem. Esse é o único caminho para ter retorno concreto em relação ao capital que foi aplicado.

Neste post você vai entender como é possível otimizar esse ROI. Veja quais são as 6 dicas práticas para conseguir isso!

  1. Análise e melhore o nível de satisfação dos usuários

Nesse caso, os usuários são os colaboradores da empresa. É fundamental que eles estejam satisfeitos com os recursos que têm à disposição para executar as demandas do cotidiano. Qualquer sistema, ferramenta ou outra funcionalidade precisa atender plenamente às exigências dos usuários, e para entender esse nível de satisfação, é fundamental analisar.

Uma breve pesquisa interna pode ser uma ótima forma de levantar essas informações de maneira muito prática e direta, com a possibilidade de ter isso em dados. Quanto mais rastreáveis forem essas considerações dos usuários, mais fácil de transformar isso em direcionamento à TI. Para a equipe, é importante ter tudo detalhado, já que as soluções podem ser traçadas de modo preciso.

Com esse retorno dos usuários, o trabalho tende a ser mais pontual e estratégico. Seja em alterações nas estruturas, seja para a aquisição de novas ferramentas, tudo será feito pensando no retorno direto que as mudanças trarão aos colaboradores.

  1. Integre sistemas

É impossível falar em como otimizar o ROI sem considerar sistemas integrados. Essa tecnologia é uma das bases mais importantes atualmente para a gestão empresarial. Com o alto nível de informações gerado e controlado pelas empresas, a integração é o que fará com que todos acessem os mesmos dados. Estrategicamente, esse detalhe coloca a empresa em um patamar avançado.

Quando um ambiente integrado é oferecido, os colaboradores têm ampla liberdade para acessar relatórios, informações e arquivos fundamentais para a operação. Além de reduzir a necessidade da troca de e-mails e o envio de arquivos, a integração gera produtividade, já que dá mais autonomia ao colaborador. O retorno dos investimentos feitos nessas tecnologias é rápido e muito direto.

Sistemas integrados podem também colocar informações protegidas por níveis de acesso. Assim, os colaboradores acessam apenas aquilo que é devido a eles. Sem necessidade de vários sistemas, tudo funciona harmoniosamente e um investimento único.

  1. Otimize processos

Para que tudo funcione bem, alguns processos precisam ser revistos na rotina da empresa. É comum que, com o passar do tempo, muitos deles fiquem ultrapassados e se tornem pouco produtivos, especialmente diante das novas tecnologias. Essa desatualização pode ser detectada tanto a partir do feedback dos colaboradores quanto em um trabalho de mapeamento de TI.

A otimização de processos propõe que as tarefas cotidianas sejam revistas, a fim de buscar práticas que se adaptem mais às necessidades dos colaboradores. Além disso, novas ferramentas e sistemas ajudam a tornar essa parte operacional mais produtiva, algo que favorece até o resultado. Cabe à TI entender essas solicitações, detectar as necessidades e propor as mudanças cabíveis.

Em alguns casos, a otimização de processos é uma necessidade para que haja melhor desempenho após a implementação de um novo recurso tecnológico. Nesse cenário, cabe o treinamento do colaborador, caso isso seja necessário para a adaptação.

  1. Automatize atividades operacionais

Cada vez mais a automação de processos se torna uma necessidade marcante nas empresas. Se uma equipe de TI busca saber como otimizar o ROI das suas atividades, contar com esses recursos é algo fundamental. Hoje, sistemas são preparados para, diante de configurações simples, realizar tarefas sem a intervenção de um colaborador. Um simples disparo de e-mail pode ser feito, por exemplo.

Há uma infinidade de alternativas, do marketing ao atendimento, que possibilitam ao funcionário ter menos uma demanda no cotidiano. Para a TI, proporcionar essas possibilidades é uma excelente maneira de entregar mais autonomia ao funcionário, mas automaticamente também tirar uma obrigação mecânica dele. Uma empresa de muitos bons resultados precisa da automação!

Mais do que o retorno do investimento nos sistemas e equipamentos, esse é um trabalho que gera produtividade estratégica para a empresa. Os colaboradores deixam de se preocupar com demandas mecânicas e operacionais para se dedicar a trabalhos de planejamento, análise e tomada de decisão.

  1. Invista em novas tecnologias e soluções

Uma empresa que investe em tecnologia de ponta está totalmente capacitada a entender como otimizar o ROI de TI. Hoje, em um período em que a maioria das atividades de uma empresa é em âmbito digital, ter novos recursos é quase como uma obrigação. Nunca é demais propor soluções avançadas, sempre com ações que sejam realmente concretas para as necessidades da empresa.

Por isso, a análise prévia dos investimentos precisa ser feita considerando o que aquela companhia precisa para o seu dia a dia. Esse é o ponto de partida que garante investimentos realmente concretos e que gerem retornos necessários. A partir disso, haverá uma imensidão de soluções possibilitadas e que vão se encaixar como uma luva nas demandas da empresa.

Uma vez detectada essa necessidade, esforços precisam ser feitos no sentido de garantir sistemas e ferramentas totalmente adaptadas ao que a empresa tem como prioridade. Aplicar essas plataformas na rotina da companhia é algo que estará ligado à busca pelo que há de mais avançado no mercado.

Essa procura por entender a fundo como otimizar o ROI ao propor recursos, adequações e mudanças de infraestrutura de TI é uma tendência que vai durar por algum tempo. Com tantas possibilidades de tecnologia, há também a necessidade de realizar investimentos estratégicos.

Gostou de saber um pouco mais sobre a realidade da gestão de uma empresa? Comente!