Cloud Computing é seguro? Solucione as suas 6 maiores dúvidas

em Tendências.

Apesar de ser uma das principais tendências de TI dos últimos anos, a computação na nuvem ainda é vista por muitos gestores com um olhar de desconfiança. Isso impede que empresas adotem essa tecnologia em seu ambiente corporativo, algo que poderia levar à redução de custos e aumento da performance interna.

Para auxiliá-lo a eliminar dúvidas, preparamos a lista abaixo. Discutimos se o cloud computing é seguro e apresentamos os tipos de infraestruturas disponíveis para contratação, além de uma série de temas do seu interesse. Boa leitura!

1. O que é a computação na nuvem?

A computação na nuvem é um tipo de solução de TI em que empresas acessam recursos computacionais instalados em servidores remotos. Em geral, esse tipo de solução possui um custo de manutenção reduzido, alta escalabilidade e gestão simplificada. E, se bem implementada, ela pode aumentar drasticamente o nível de mobilidade operacional do negócio.

2. Cloud computing é seguro?

Ao longo dos últimos anos a computação na nuvem evoluiu para que usuários conseguissem acessar os seus recursos com alta performance e segurança. Por meio de um conjunto de ferramentas, prestadores de serviços conseguem garantir que todas as informações de seus clientes fiquem armazenadas em locais protegidos e confiáveis. Assim, empresas têm a segurança necessária para armazenar os dados mais importantes nas suas plataformas de cloud computing.

3. Como empresas garantem a segurança do usuário de serviços de computação na nuvem?

Os serviços de computação na nuvem contam com um conjunto amplo de técnicas e soluções para impedir o acesso não autorizado a dados de terceiros. Elas são aplicadas tanto nos ambientes físicos em que os servidores se encontram quanto virtualmente.

As restrições de acesso ao local em que os dados ficam armazenados, por exemplo, diminuem as chances de um ataque ser feito diretamente nos servidores. Elas podem incluir (mas não se limitar a) soluções de biometria, circuitos fechados de TV e proibição do porte de dispositivos móveis no data center.

Já no ambiente virtual, algumas técnicas podem ser vistas diretamente pelo usuário. Exigir que senhas complexas sejam criadas, por exemplo, reduz as chances de uma conta ser acessada por meio de técnicas de força bruta.

A autenticação de dois passos entra como uma solução de segurança complementar. Essa solução é implementada por meio de SMSs, aplicativos geradores de códigos temporários ou mesmo tokens físicos. Exigindo uma segunda validação da identidade do usuário, o serviço reduz drasticamente as chances de uma conta ser acessada sem permissão.

Há ainda soluções que permitem a criação de rotinas de controle de acesso e segurança digital de forma unificada. Assim, o gestor de TI consegue configurar o ambiente de cloud computing de acordo com as necessidades do negócio, maximizando a capacidade que a infraestrutura tem de evitar ataques direcionados.

Juntas, essas rotinas de segurança digital tornaram a computação na nuvem uma solução de TI sólida e confiável. Empresas conseguem evitar ataques e, ao mesmo tempo, acessar os seus dados mais importantes em segurança.

4. Quais os tipos de infraestrutura de cloud computing?

A computação na nuvem pode ser contratada por meio de três modelos de negócio. Eles se diferenciam pelo tipo de perfil de uso e pela forma como os negócios gerenciam os recursos contratados. São eles:

4.1 SaaS – Software as a Service

Sigla que pode ser traduzida como Software Como Serviço, o SaaS é um modelo de cloud computing em que empresas licenciam uma ferramenta de TI para uso interno. Ela pode ser acessada via web ou, como ocorre em alguns casos, instalada localmente.

O SaaS garante que a empresa terá sempre acesso à última versão do software contratado. No caso dos serviços que possuem suporte para instalação local, uma conexão web é exigida para que a licença seja validada regularmente.

Em geral, esse modelo é utilizado por empresas que buscam reduzir os seus custos com licenciamento de software. A companhia pagará um valor de acordo com o número de usuários ativos, eliminando gastos com licenças inativas.

4.2 PaaS – Platform as a Service

O PaaS (Plataforma Como Serviço, em português) é um tipo de solução de cloud computing em que a empresa contrata uma plataforma de TI completa para o seu uso. Ela incluirá um conjunto de hardware virtual feito sob demanda, além de aplicativos e serviços de TI pré-instalados.

No PaaS a empresa não precisa investir recursos na gestão de sistemas de TI ou na manutenção de parte da infraestrutura de hardware. Assim, o gestor consegue direcionar o seu time para atividades prioritárias e simplificar os processos de gestão.

Essa solução é muito utilizada por empresas que buscam minimizar o tempo gasto com a gestão de softwares corporativos. Todas as rotinas serão direcionadas para a prestadora de serviços, sendo o negócio responsável por pequenas personalizações na sua plataforma.

4.3 IaaS – Infrastructure as a Service

A IaaS (Infraestrutura Como Serviço, em tradução livre) é um modelo de cloud computing similar ao PaaS. Mas, nesse caso, a companhia contrata apenas o tipo de infraestrutura necessário para as suas atividades. Consequentemente, esse modelo é adotado principalmente por negócios que possuam soluções de TI feitas sob demanda.

5. Para investir na nuvem, a empresa precisa de muita verba?

Em geral, ferramentas de cloud computing cobram os seus usuários de acordo com o tipo e a quantidade de serviços utilizados. Esse modelo de negócios, baseado no tamanho da demanda, apresenta um custo reduzido quando comparado com opções tradicionais. A empresa paga apenas pelo que utiliza, liberando verbas para a realização de outros investimentos a médio e longo prazo.

6. Eu preciso de computadores de última geração para utilizar a computação na nuvem?

Muitos serviços de cloud computing são executados diretamente no navegador do usuário. Isso reduz drasticamente a necessidade de a empresa possuir computadores de ponta para acessar os seus serviços, uma vez que todo o processamento de dados é feito remotamente. Assim, a vida útil da infraestrutura de TI do negócio é ampliada, maximizando o retorno financeiro obtido com a nuvem.

 

Quer saber mais sobre as soluções da Locaweb Corp? Acesse nosso site!