7 dicas para a gestão do ambiente em TI bem realizada

em Tendências.

A gestão do ambiente em Tecnologia de Informação (TI) é o coração da empresa. A área é responsável por manter em pleno funcionamento os sistemas e máquinas de uma corporação, da mesma forma que tem a função de proteger dados e informações altamente relevantes — ou até mesmo confidenciais.

Já não é novidade que o cuidado com o setor requer crescente atenção. Na Pesquisa Global de Segurança da Informação, realizada pela PwC, foi apurado que a segurança cibernética por meio de serviços gerenciados é prioridade para 62% dos executivos e líderes de TI entrevistados.

Porém, a segurança digital não é o único ponto que deve ser monitorado no ambiente de TI. Sistemas lentos, instáveis e com problemas na infraestrutura podem trazer grandes impactos negativos na produtividade da equipe e afetar a satisfação dos clientes.

Quer evitar que isso aconteça na sua empresa? Separamos 7 dicas para gestão do ambiente em TI efetiva. Boa leitura.

A gestão do ambiente em TI

O uso da tecnologia está cada vez mais presente nas empresas. Transações são realizadas por meios digitais, assim como dados e documentos são guardados em arquivos virtuais, armazenados em máquinas.

Para o empresário, a ideia de perder todo o seu histórico de informações e transações — ou mesmo encarar momentos de instabilidade — assusta, pois significa prejuízo na certa.

gestão do ambiente em TI, dessa forma, nada mais é que o monitoramento do funcionamento das máquinas e sistemas responsáveis pela estabilidade operacional da empresa.

Esse cuidado também impacta na automatização de processos, que melhoram a produtividade dos colaboradores e garantem que as tarefas sejam realizadas com mais segurança e exatidão.

Para que seja bem feito, o acompanhamento de TI deve seguir boas práticas. Falaremos, a seguir, sobre como a gestão do ambiente em TI impacta no dia a dia empresarial.

Controle da infraestrutura em tecnologia: qual sua importância

Monitorar o ambiente de tecnologia da informação em uma empresa traz uma série de benefícios. Descubra quais são logo abaixo.

Permite a adequação da infraestrutura

Com a gestão em TI é possível manter a infraestrutura adequada às necessidades da empresa, sem que isso signifique gastos desnecessários ou equipamentos insuficientes para o bom funcionamento do negócio.

Auxilia na identificação de problemas

A assistência constante faz com que seja possível identificar problemas — desde os graves até os de simples solução — e permite que atitudes preventivas sejam realizadas, o que protege tanto o orçamento, quanto a segurança da empresa.

Possibilita a redução de falhas

Com o gerenciamento do ambiente de TI, o número de falhas diminui significativamente, o que melhora a produtividade da equipe e evita crises operacionais.

Viabiliza a aplicação de novas tecnologias

Com tecnologias em constante evolução, a gestão de TI permite uma análise de mudanças ou atualizações necessárias, além da troca de equipamentos ou alterações de sistemas que possam vir a beneficiar o funcionamento do negócio.

Agora que você já sabe qual a importância da gestão do ambiente em TI, confira como evitar problemas para colocá-la em prática.

Como evitar problemas: 7 dicas para uma gestão de TI eficiente

1. Tenha uma equipe treinada e engajada

Para conseguir bons resultados no gerenciamento de TI é importante que os colaboradores estejam aptos para colaborar.

Ofereça treinamentos e orientações para que os empregados consigam identificar falhas ou instabilidades nos sistemas. Da mesma forma, oriente quanto à importância da abertura de um ticket, por exemplo, ou mesmo quanto às boas práticas no uso dos computadores da empresa.

2. Acompanhe indicadores de performance e disponibilidade

Utilize indicadores, ou Key Performance Indicator (KPI), como forma de avaliar a performance e a disponibilidade dos sistemas.

Faça uma análise do volume de abertura de tickets, assim como o registro da solução de problemas, demoras, setores afetados, entre outros.

Da mesma forma, é possível analisar a produtividade dos colaboradores, tempo gasto com a execução de tarefas, assim como as flutuações de funcionamento de acordo com certos horários de pico.

Confira algumas sugestões de KPI’s em TI:

  • abertura e fechamento de tickets;
  • problemas solucionados;
  • produtividade de colaboradores;
  • flutuações no sistema por hora ou período;
  • volume de falhas nos sistemas;
  • taxas de retrabalho;
  • níveis de performance.

Os KPI’s da gestão de TI devem ser escolhidos de acordo com o objetivo do monitoramento. Da mesma forma, eles também podem se adequar às necessidades da empresa em dado momento.

3. Monitore a segurança dos processos

A segurança deve ser prioridade na gestão do ambiente de TI. Mais da metade dos empresários já experimentou algum tipo de incidente de cibersegurança significativo. Apesar disso, 35% das empresasnão têm, ou não investem, em especialistas no setor.

Blindar e proteger negócios que utilizam de ferramentas digitais é essencial para que a empresa consiga operar de maneira constante, estável e, acima de tudo, segura.

4. Terceirize o monitoramento para uma equipe especializada

O gerenciamento do ambiente em TI requer conhecimentos aprofundados de tecnologia e segurança de sistemas. Por ser um setor que requer a participação de profissionais altamente qualificados, a terceirização torna-se uma solução muito interessante.

É preciso garantir que a sua empresa e seus colaboradores estejam tranquilos e focados no desenvolvimento de suas atividades. Para isso, delegar a gestão de TI permite resultados melhores, com menor custo ou investimento.

5. Aposte em soluções escaláveis e flexíveis

Ao terceirizar a gestão do ambiente em TI, a empresa deve buscar por serviços que sejam flexíveis e escaláveis que, por isso, permitam a adequação dos processos ao momento da companhia.

Dessa forma, a infraestrutura se mantém sempre dentro do que é esperado para um negócio, sem afetar o orçamento.

6. Acompanhe as tecnologias de ponta

As soluções corporativas em TI devem permitir o constante acompanhamento das atualizações e novidades do setor, o que permite serviços melhores e mais eficientes. Como resultado, há a menor instabilidade para o seu negócio.

7. Valorize a experiência do usuário

Um cliente satisfeito é um cliente que indica outro ou que volta a realizar transações com a sua empresa. Algumas vezes, no entanto, falhas acontecem. Para isso é importante estabelecer métodos para gerenciamento de crise, assim como alimentar a constante busca por feedbacks.

Procure oferecer ferramentas para que o cliente demonstre suas insatisfações. Meios de contato digitais, ou formulários, podem contribuir até mesmo para a coleta de dados que revelem um problema não identificado internamente.

Investir nas melhores práticas do mercado não significa, por via de regra, ter que estabelecer grandes estruturas internas ou realizar um número grande de contratações.

Ao delegar a gestão da infraestrutura para uma empresa sólida no mercado, o empresário consegue focar na sua atividade-fim e ter tranquilidade. Ponto importante é garantir que a companhia parceira ofereça suporte completo, sem custos adicionais.

O que você achou das 7 dicas que separamos para uma gestão do ambiente em TI eficaz? Coloque já em prática na sua empresa. Entre em contato e conheça melhor as opções para gerenciamento da infraestrutura em TI!