7 cuidados essenciais no processo de migração de Data Center

em Tendências.

Em algum momento, o centro de dados no qual você confia ficará sem espaço, energia, tolerância, etc. E quando isso acontecer, será necessário lidar com a difícil tarefa de uma migração de Data Center.

Se você conversar com gerentes de TI que já passaram por essa experiência, verá que esse é um momento delicado. Muitos argumentarão que nada pode ser desconectado: a operação não pode parar e nem ficar lenta. Além disso, é preciso administrar a mudança enquanto se mantém o orçamento estável.

É sobre isso que vamos refletir neste texto. Continue lendo para ver quais aspectos precisam ser considerados para migrar seu Data Center e, ao mesmo tempo, garantir que os resultados esperados sejam alcançados!

Recomendações da Gartner: da iniciação ao encerramento

Em seu recente relatório, Fifteen Best Practices for a Successful Data Center Migration, a Gartner analisou com atenção os projetos de migração de clientes nos últimos 6 anos e, com base em suas experiências, elaborou uma lista de recomendações.

A empresa dividiu suas proposições em 5 etapas principais: iniciação, avaliação de riscos, planejamento, execução e encerramento.

Na prática, o relatório dá indicações precisas do que é preciso ser feito para evitar problemas, acelerar o processo e garantir resultados satisfatórios.

Nós observamos as indicações da Gartner e vamos mostrar, a seguir, de uma forma bem simples, o que você precisa saber para obter sucesso. Compilamos tudo em 7 passos bem fáceis de serem entendidos. Confira!

Cuidados com a migração de Data Center

  1. Faça um inventário da infraestrutura

Em qualquer migração de Data Center planejada, é imperativo começar com um conhecimento profundo de sua infraestrutura e rede.

Isso varia desde o inventário de hardware e comunicações até um entendimento detalhado de aplicativos, sistemas operacionais e licenças de software. Além disso, é preciso compreender como tudo funciona em conjunto.

Compilar um inventário de infraestrutura de Data Center é crucial para o desenvolvimento de uma estratégia de migração. Ademais, nesse momento é possível identificar potenciais riscos para os processos do negócio.

Esse levantamento também tem a ver com descobrir quais cargas de trabalho são físicas, quantas já são virtuais, quantas estão usando o armazenamento local e quantas dependem do armazenamento compartilhado.

A partir disso, fica mais fácil decidir o que e quando migrar, quais cargas de trabalho funcionarão da mesma maneira após a mudança e como serão tratadas no novo Data Center.

  1. Crie um plano detalhado do processo

Independentemente da sua estrutura organizacional atual, ao assumir um projeto tão significativo quanto a migração do Data Center é vital planejar todas as ações antes de iniciar o processo.

Quem será encarregado de criá-lo ou o que exatamente entrará no plano dependerá das necessidades e recursos de cada organização.

Ter uma sólida compreensão do seu ambiente desde o início será uma chave essencial ao criar um plano detalhado para uma migração.

  1. Divida o processo em etapas

Um processo de migração de Data Center pode dar errado por diversos fatores. A falta de planejamento é o principal deles.

Para evitar problemas, a melhor escolha é dividir o projeto em etapas. Assim, os profissionais envolvidos conseguem atuar com mais estratégia e evitam erros básicos.

É na divisão das etapas do processo que você precisa definir métricas de desempenho e estabelecer cronogramas e roteiros de acordo com cada atividade.

Também é bem importante criar um fluxo de comunicação que englobe todos os departamentos impactados pela migração. As pessoas devem saber exatamente o que está acontecendo e de que forma devem colaborar. Isso as manterá tranquilas quando, por exemplo, a operação ficar mais lenta por algumas horas.

  1. Conte com uma equipe de especialistas no assunto

A migração de um Data Center requer um time de profissionais especializados no assunto. Nem sempre se tem isso em casa, não é mesmo?

Uma boa dica é contratar uma consultoria. Também há empresas de outsourcing que prestam esse serviço.

Na prática, os profissionais contratados vão avaliar como sua empresa está estruturada e farão um levantamento de dados sobre processos e rotinas. Assim, poderão identificar a melhor maneira de proceder com a migração.

Ou seja, estamos falando de um processo em que a parceria da equipe interna com o fornecedor é fundamental.

Cada etapa da migração vai ser definida de acordo com os objetivos do seu negócio. Isso evita falhas e ajuda a reduzir custos.

  1. Faça da segurança digital uma prioridade

A migração de data center também requer cuidados com a segurança da informação. Afinal, de nada adianta mudar para um data center melhor se forem abertas brechas que tornam o negócio mais vulnerável a ataques de hackers, por exemplo.

Aliás, ao migrar o data center, é importante aproveitar para fortalecer a segurança. Você poderá implementar ferramentas e adotar novas práticas para a proteção de dados. Um firewall mais poderoso é uma excelente escolha.

  1. Não esqueça dos backups

Se a rotina de backups é fundamental para garantir a segurança dos ambientes de TI, no processo de migração de Data Center ela se mostra ainda mais urgente.

Ela faz parte do plano de contingência. Isso porque é preciso considerar o pior dos cenários.

Se algo falhar durante o projeto, é necessário que os dados sejam facilmente recuperados. E isso só é garantido com cópias de segurança bem-feitas e facilmente acessíveis.

  1. Conduza a migração e o pós-migração com muitos testes

A fase de execução é quando a migração realmente acontece. É importante estabelecer um período de testes antes, durante e depois da migração. Com isso, você pode garantir que tudo esteja funcionando conforme o esperado.

Mesmo após a conclusão da migração, o trabalho ainda não está concluído.

A fase final envolve uma auditoria para garantir que a migração ocorreu conforme planejado e várias etapas para concluir a saída do Data Center antigo. A ideia é, entre outras coisas, assegurar que a empresa não pague custos ocultos.

Também é necessário atualizar os planos de recuperação de desastres para se adequar ao novo centro de dados.

Quer saber mais sobre as soluções da Locaweb Corp? Acesse nosso site!