6 razões para investir em PaaS – Platform as a Service

em Soluções.

A computação em nuvem está em constante desenvolvimento, e cada vez mais sistemas rodam diretamente em servidores, diminuindo o processamento da máquina local. Um desses modelos é o Platform as a Service (PaaS), sendo esse o segundo modelo de cloud computing, que conta com uma liberdade um pouco maior que o Software as a Service (Saas). Investir em PaaS pode auxiliar muito nos processos de sua empresa.

Essa modalidade de computação em nuvem auxilia no desenvolvimento de softwares, e além de oferecer outros serviços, como gerenciamento de banco de dados e Business Intelligence, também reduz alguns gastos com infraestrutura e middleware, por exemplo.

Ficou curioso para conhecer mais sobre essa ferramenta? Então, veja este post para conhecer mais sobre PaaS e descobrir 6 razões para investir nela. Boa leitura!

Platform as a Service

É um ambiente de desenvolvimento e gerenciamento de aplicações hospedados em servidores. Ele permite manejar desde programas simples até os mais complexos, cabendo ao gestor a decisão de qual é o mais adequado momento.

Sendo assim, a principal diferença entre o SaaS e o PaaS é que o primeiro tem um sistema mais engessado, ou seja, não é possível gerenciar os tipos de aplicações e seus dados, tudo isso é controlado pelo provedor.

Já no PaaS, as aplicações e dados são manejados por você, enquanto que o servidor gerencia as demais questões, como os servidores, runtime, virtualização, middleware etc. Com esses quesitos sendo resolvidos pelo provedor, é possível se concentrar no desenvolvimento de software propriamente.

Em quais situações são utilizadas o PaaS?

As principais funcionalidades de PaaS estão associadas no desenvolvimento das seguintes áreas:

  • análise de BI: a plataforma como serviço têm ferramentas para análise de dados, permitindo separá-los e descobrir padrões entre eles. Com isso, é possível melhorar todo o processo decisório, aumentando o ROI;
  • ambiente para desenvolvimento: o PaaS dispõe de ferramentas para descomplicar o desenvolvimento de sistemas, auxiliando na hora de compilar e de personalizá-los. Além disso, alguns recursos como escalabilidade, por exemplo, ajudam a reduzir a codificação.

Quais as principais vantagens ao investir em PaaS?

1. Economia

Nessa troca de investimentos, deixando de investir em estrutura local para investir em serviços, há uma necessidade menor em gastar com manutenção e armazenamento local, o que reduz os custos da empresa. Além disso, os serviços em PaaS têm caráter modular, ou seja, é possível contratar somente os serviços que serão utilizados, gerindo melhor o investimento.

O dinheiro economizado pode ser investido em outras áreas, ajudando no crescimento da companhia e tornando-a mais competitiva no mercado.

2. Excluir preocupações com infraestrutura

Como todo o processo será realizado em nuvem, o Gerente de TI tem uma preocupação a menos, pois caso ocorra algum problema, é possível acionar o suporte do provedor, eliminando a necessidade do contato cotidiano com a infraestrutura do sistema.

Com isso, é possível que toda a equipe direcione seus esforços na resolução das questões internas da empresa e no desenvolvimento. Assim, essa equipe pode agregar muito mais valor à companhia.

3. Integração das equipes

Se tem algo que todas as empresas buscam é manter as equipes cada vez mais unidas para, assim, trabalharem em conjunto. Utilizando o PaaS, todas as equipes estarão interligadas no mesmo sistema, pois ele tem ferramentas para diversas áreas, como gestão, desenvolvimento, BI, validação de entregas etc.

Além disso, a comunicação interna é otimizada, uma vez que todos estarão na mesma plataforma, reduzindo tempo e custos. Por fim, a gerência tem relatórios e informações em um só local, dando um controle total e simplificado.

4. Maior segurança

Se tem algo que preocupa a empresa quando se trabalha com nuvem é a integridade e a segurança de seus dados. Como tudo não fica armazenado localmente, isso cria uma sensação de medo e insegurança, de que algo pode vazar ou ser desviado a qualquer momento.

No entanto, os dados de sua empresa estarão seguros, pois além de todo o tráfego ser criptografado, evitando a interpretação dessa informação caso interceptada, os servidores dispõem de maneiras para evitar tanto a sua invasão quanto a sua derrubada. Portanto, muitas vezes, a segurança dos dados na nuvem é maior que na própria empresa.

5. Torna a empresa mais competitiva

Investir em PaaS dá a empresa maior flexibilidade e agilidade para acompanhar o mercado devido à facilidade na hora de avaliar as aplicações em desenvolvimento. É possível testar diferentes configurações, usar várias máquinas, realizar testes de stress, medir desempenhos, compatibilidade e tempo de resposta.

Com isso, é possível entregar resultados finais rapidamente, acelerando o processo de desenvolvimento e auxiliando a implementação de novas tecnologias e tendências de mercado ao seu produto.

6. Mobilidade dos desenvolvedores

Outra vantagem do sistema online é que ele pode ser acessado de qualquer lugar, sendo possível que os desenvolvedores estejam espalhados pelo globo, mas, mesmo assim, trabalhando juntos e com a mesma eficiência.

Essa situação permite o aumento do leque de procura por profissionais que estejam geograficamente mais distantes, agregando maior valor ao time.

Como escolher o fornecedor?

Depois de decidir investir em PaaS, é preciso analisar para poder contratar o serviço que se adeque melhor às necessidades da sua empresa. Como os serviços têm caráter modular, é possível escolher somente as ferramentas que atendem a sua necessidade. Portanto, saiba o que você procura e necessita antes de entrar em contato com o provedor.

Outra dica valiosa é utilizar o período de testes gratuitos para ver, na prática, como que a plataforma se sai, antes de realizar o investimento.

A computação em nuvem é uma grande aliada das empresas, pois traz diversos benefícios, como segurança, ferramentas para testes, mobilidade de pessoal e redução de gastos, além de praticidade na hora de gerar relatórios e o acompanhamento de todos os processos da empresa.

Investir em PaaS é mais um passo nessa direção de transferir processamento local para uma máquina em nuvem, reduzindo a preocupação com hardware da empresa e sua manutenção. Portanto, analise bem a provedora do serviço para que tenha, além das ferramentas necessárias, uma boa equipe de suporte para resolver rapidamente os problemas que podem ocorrer.

Gostou deste post? Depois de investir em PaaS, que tal dar um passo adiante e nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de nossos posts? Estamos no FacebookLinkedInYouTube Instagram.